sábado, 29 de setembro de 2007

A boneca e a flor


Consumação: A vida é uma tela de costura, juntando cor e forma a um gesto tirado do ar em movimento, e colado num pano como um retrato. E assim é a representação, tão natural como a vida; tudo o que é vivo morre, tudo o que é retrato descolore. E assim é a natureza em seu ciclo, inverno, primavera e reinvenção da vida. Um retrato é mais bonito quando passa o instante do vento que o fez. A primavera é mais quente no inverno, e mais bonita, mais flor; tanto na fumaça da mente, quanto na figura do papel.

(de “Mirabela do Castelo”)



De bela e flor não quero aos olhos
visão de um risco à lápis na ponta
de uns dedos mirar nas mãos bordados
rostos e rosas com ares de um fôlego jorrando
de bela e flor além d’olhos de visão bordada.

A boneca de pano tem uma roupa mais bonita
que nos campos em canteiros brancas as flores
possuem de haste e pólen, cheiro e luz vista
a cor de seu simples vestir costurado
mais que belo, e passa a flor em sua natureza.

Como uma bolha de vento sussurrando,
estouros que não se concretizam pelos ares,
uma boneca cria vida, uma boneca
cria vida como fosse aos olhos de bela e flor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...