terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Pequena fábula romanceada da vida real e de contos infantis



Meu poema representa uma história de final feliz
um mar de sonhos encontrando terras de combates
transformando os mitos na realidade que eu quis.

Meu poema vira ficção no pêndulo do mundo
e em seu vai-e-vem eis que ama e luta, e duvida...
volta a amar, derrete-se e cava um giro profundo.


Meu poema sobe a árvore, chegar ao castelo

vira as folhas das páginas dos livros
e salva a princesa depois de um duelo.

Meu poema era "uma vez quando havia a rainha",
fabula, e acaba quando "fomos felizes para sempre"
em terra distante, num beijo do amor que eu tinha.


Este poema deixa de ser poema quando morre a princesa
e a história de meus feitos fica tão natural, sem fantasia...
que, enfim, a fábula vira uma frase contada à roda de uma mesa.


Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...