quarta-feira, 22 de abril de 2009

Olho no olho



Ver olho no olho
e gostar de alguém
não sou eu que escolho
isso está muito além
das forças que trago
no braço e no bolso
pois é o seu rosto
que tenho aqui -
agora vou lhe seguir.

Como eu sei dizer
que bem assim te vi
logo no amanhecer
não mais te esqueci
mas como posso explicar
disto que assim senti
sem nunca ouvir falar
de você no mundo afora
se só lhe conheci agora.

Ver olho no olho
e gostar de alguém
não é só coincidência
é mistério também
e mais que ciência
é o que não se explica
na língua e na lei
mas também não sei
é coisa de rainha e rei.

Um comentário:

  1. Seu blog é muito bonito... modernista!e os poemas também são dez!!!
    Parabéns!
    mirna

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...