quinta-feira, 21 de abril de 2011

Encontros e desencontros




Quando é difícil dizer
resta ao corpo não conter
por gesto a palavra quieta,
por modos a paixão disperta.

Quando é raro se dar
é necessário aproximar
por olhos nossas faces
por cheiro nossos disfarces.

Mas nada é difícil ou raro
quando no disparo
dum coração acelerado
se reconhece o ser amado.

Se bem assim for impossível
de ser aberto ou indizível
então não é amor o acontecido
mas, no corpo, gesto perdido.



Um comentário:

  1. O seu blog é fantástico! Ainda não consegui formar uma opinião completa sobre si... Ainda não li tudo, mas do que li, está óptimo!!! Muitos parabéns e, obrigado por partilhar connosco a sua arte!
    Carlos Leite, http://opintordesonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...